Alguns contos incrivelmente curtos escritos em momentos de ócio

Conto escrito no celular, em dois momentos de ócio, sei lá quantos anos atrás. Os trechos em itálico não são de minha autoria; são a letra da música Generator, da banda Minipop.


one day

“É engraçado como a vida pode mudar da noite pro dia”, ouvi em um filme uma vez, e até que cabia no contexto. Na vida real, no entanto, seria quase um exagero acreditar que isso poderia acontecer. Mas, pra mim, aconteceu.

Na verdade, não foi apenas pra mim. Ontem, minha vida parecia a mais monótona do mundo, a mais sem graça. Um emprego burocrático, morando num apartamento alugado, classe média, casado e 2 filhos pra criar. Apertando o cinto todo mês com contas, colégio, prestações, plano de saúde e só. Diversão só dirigindo horas pro litoral pra voltar no outro dia, cansado e estressado. Os dias se passavam e eu nem sentia, o meu alívio era o fim do dia nas poucas horas de sono na cama.

Só que comparando com hoje, eu daria um braço para ter minha vida de volta. Talvez até mais.


Lights flicker then they fade and nothing at all
Communications breaking down while empires fall
Thousands crossing over in a race with the sun
Crawling on each other like the end of days have come

All that I can think of is how to get to you
Reassured that you’re the one always gets me through

Generator

(Minipop - Generator)


Eles vieram sem aviso. Aqueles aviões todos passando por aqui me pareceram estranhos por demais. Hoje soube seu objetivo — reconhecimento. E hoje eles mostraram sua real intenção — bombardeio. Acordo com um estrondo mais alto do que eu achei que fosse possível, e meu único pensamento é fugir.

Não há TV, as torres foram destruídas, apenas rádio e ainda assim poucas estações ainda resistem. A cobertura dos celulares se resume a poucos pontos afastados, a maioria das antenas se tornou escombros, apenas radioamadores ainda conseguem se comunicar a longas distâncias. O aeroporto é apenas uma lembrança. A internet, algo que nos era tão corriqueiro, foi facilmente interrompida cortando-se apenas um cabo; só há acesso via satélite e em poucos lugares onde ainda há restam equipamentos para energia solar e baterias. Estradas foram explodidas, e as restantes bloqueadas.

Em poucas palavras, estamos praticamente isolados do resto do mundo.


Holding on on our way down so not to fall
Reaching for the breakers switches on a wall
Clutching onto matches candles that you brought
Remember when you told me how much you love the dark

All that I can say for sure is that we’ve come this far
Rest assured that you’re the one who always holds my heart

Generator

(Minipop - Generator)


O que há, hoje, é o medo. Medo por não saber o que se passa, medo por não saber o que fazer, medo do que pode estar na próxima esquina. Muitos morreram, eu sei disso, mas não dá pra saber quantos. Só o que eu sei é que devemos continuar indo em frente, com apenas a roupa do corpo, pra fugir desse inferno. Nada de lugares abertos, procedendo sempre para fora da cidade, pela mata fechada, indo para lugares distantes, qualquer lugar onde nós não possamos ser vistos, qualquer lugar onde possamos existir, onde possamos respirar.

Tudo isso em apenas um dia.